Que imagem queres que tenham de ti?

Peguei na primeira página do livro das perguntas do ALTA DEFINIÇAO do Daniel Oliveira, e foi precisamente esta a primeira pergunta do livro " Que imagem queres que tenham de ti?"

Confesso ao abrir o livro ler a pergunta e escolher a primeira para responder me diz muito neste momento. Um processo de mudança...


Não penso em concreto em nenhuma imagem que quero que tenham acho eu... 
Na maioria das vezes quero que pensem que sou eu mesma. Com a minha personalidade que tanto me caracteriza.

Quero que tenham uma imagem de uma rapariga teimosa,

Quero que tenham uma imagem de uma rapariga explosiva mas que agora com a maturidade da vida já vai respirando fundo muito de vez em quando, na altura da resposta certa, na hora certa.

Quero que tenham uma imagem de uma rapariga divertida e que não sintam que por dentro posso estar a remoer o passado, a remoer um pensamento, a remoer uma resposta torta de alguém ou a ter simplesmente um dos piores dias da semana em que me apetece que o mundo não exista, que prefira o silêncio dos inocentes. Ou nem sequer ter abandonado os lençois da minha cama.

Quero que por vezes tenham uma imagem de uma máscara em que está escondida uma Ana triste, desamparada, perdida, com medo, sem auto-estima, uma Ana desmotivada perdida no tempo da vida, revoltada com o passsado, com o presente e com o futuro, com fragildades escondidas dentro de uma caixa,

Quero que tenham uma imagem minha em que não existem medos e reservas. Que sou certa de tudo e senhora de mim. O que é em mim quase sempre impossível.

Mas todos temos medos, todos temos reservas!

Sinceramente acho que esta questão para mim poderia ser “importas-te com o que os outros pensam de ti?” Sem dúvida que sim. Com o passar do tempo sinto que temos que nos importar primeiro sobre o que pensamos sobre nós próprios e depois os sobre o que os outros pensam de nós . Se não formos nós primeiro a pensarmos em nós mesmos ninguém o vai fazer. Dou por mim também a pensar, e eu? O que é que eu pensarei de mim? Não sei, procuro isso desde que nasci há 28 anos e acho que vou procurar sempre sem encontrar uma resposta definitiva.

Importo-me sim com a minha imagem e daí a minha mudança nos hábitos alimentares. Não só pela saúde mas também pela estética. Arranjo-me por mim? Pelos outros? Não sei. Acho que por mim, pelos outros. Por mim para me sentir mais confiante. Pelos outros para que me sintam mais confiante também.


Acho que quero sobretudo reinventar-me.





You May Also Like

4 comentários

  1. Gostei muito do teu texto! Dá que pensar este post! Deixaste-me a pensar sem dúvida!
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Elisa. Pensar, estar em silencio pelos menos um pouquinho em cada dia faz-nos muito bem. Ainda bem que te proporcionei esse momento!! Um beijinho! Fico Feliz!

      Eliminar
  2. Olá! Gostei imenso do teu blog e já te estou a seguir! Adorei o post <3

    Beijinhos,
    Inês de Castro from Fashion Gets Fierce

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Inês! Vou dar uma espreita no teu :) Beijinhos!!

      Eliminar