2 meses e agora? #2 Uma receita para ser feliz!


Eu tinha prometido quando escrevi a primeira rubrica  do "2 meses e agora?" disse que a próxima seria sobre o meu vestido, mas não vai ser. Desculpem. O vestido fica para depois...prometo. Desta vez prometo mesmo.

Passaram-se quase oito meses quando decidi escrever esta rubrica, mas achei que farei sentido pará-la e recomeçar na altura certa, precisamente quando praticamente nesta altura o ano passado eu já andava em modo cruzeiro porque faltavam menos de dois meses desde que comecei a preparar o meu casamento.

Resolvi voltar atrás, não falar do vestido, mas falar-vos da história de como começou realmente o casamento (a data) e também já os vos dei aqui um cheirinho do Imprevisível 21 de Novembro de 2015.

Faz precisamente um ano e 17 dias que estava a porta da conservatória do registo civil de benfica curiosamente a zona onde agora moro em Lisboa a preencher papéis e a pagar para irem no dia 21 de Novembro ler um "contrato" de casamento.
Não havia nada a fazer!
Desde o dia 28 de Setembro em que o noivo ficou a saber que se ia casar (sim porque não foi por mim, foi por um amigo, que ele ficou a saber que ele próprio se ia casar):
" Parabéns E. !"
"Obrigado!"
"mas parabéns a dobrar"
"a dobrar?!"
"sim então não vais casar?!"
"ah sim ela realmente falou nisso mas nada de especial, mas sim"
A conversa do aviso culminou assim num simples telefonema .

Depois no jantar surpresa que não foi surpresa porque eu não consegui que tivesse sido (só para variar) avisei os amigos:
"boa tens tempo, tens um ano"
e eu" não tenho dois meses e este ano"

Também foi assim que o nosso núcleo de amigos mais próximo ficou a saber da boa nova .

A minha mãe, essa grande mulher teve de ter uma preparação psicológica mais intensa  mas anterior ao dia de aniversário do E., sem ser comigo primeiro.Depois, comigo e tudo ficou mais calmo , quando os três noivo, noiva e mãe da noiva fomos escolher o local do evento do ano de 2015, sim porque o nosso próprio casamento é sempre o evento do ano.

Depois tudo sobre rodas, como eu já expliquei aqui .

Lembro-me hoje da escolha da quinta, apesar de eu achar que as nossas ideias e prioridades em relação à escolha da mesma estavam feitas . Apenas pensámos nas pessoas que queríamos junto a nós nesse dia, nas necessidades delas e a isso juntamos o local perfeito e pedimos a magia da Susana Alegria. E conseguiu =) Querem mais sobre o "decor"? coloquem nos comentários!



Ontem quando passei pelo registo, bateu aquela nostalgia e recordei que já tinha passado 1 ano e 17 dias desde que lá tinha entrado.

Quinta escolhida.
Dossier de preparação da quinta na mão.
Mãos à obra tínhamos menos de dois meses ( que segundo muita gente ainda bem que foram poucos, consta que ia enlouquecendo o pessoal com o "stress noiva" ) pela frente para preparar tudo!

Beijinhosssssss

You May Also Like

2 comentários

  1. Estás perdoada pelo vestido porque esta história valeu bem a pena:) Fico à espera:)
    Beijinho
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar