Tu gastadora, eu forreta! #1

Para começar a escrever nesta rubrica é obrigatorio falar do titulo dela!
Obrigatório mesmo..







Ilustração - João Santos

Quem me segue aqui e quem me conhece sabe que me casei em 2015, pelo cívil.
Geralmente os noivos no fim da celebração do dito [contrato de] casamento dizem umas palavras bonitas.
Nós com dois meses de preparação não levámos certamente dois meses a preparar os votos, esqueçam o assunto...
na noite da véspera dormimos em camas separadas.
Ele no hotel que fechámos para convidados e para o noivo [depois conto este pormenor]
e eu em minha casa com a madrinha honorária como ela diz!
[sim o casamento foi na cidade da noiva, Évora]

Ambos escrevemos os votos na véspera [não os vou colocar aqui, porque o momento foi único e quero mesmo guardá-lo comigo e com os meus].
Lembro-me perfeitamente de escrever os votos deitada a ouvir um comboio ao longe, em quinze minutos e pensar "ele deve escrever algo do género e está a andar de mota, vou mas é dormir"
[a minha veia romântica a falar mais alto]
mas não,
já estava deitada e choviam mensagens de ansiedade e de preocupação que já tinha feito não sei quantos rascunhos e não dava conta do recado.
eu : então já tens isso feito?
ele : não, ja escrevi e voltei a escrever e não consigo
eu: despacha isso para ires dormir!
ele: ta bim, bjs
[basicamente eu deixei-me dormir, e ele continuou noite dentro a fazer os votos]

Na altura de os dizer começei eu claro [primeiro as senhoras]
depois ele,
sei que a senhora do registo fartou-se de rir e toda a plateia se riu e ninguém conseguia continuar a cerimónia.
Era suposto neste caso ser eu a mulher das palavras e ele ficar caladinho que nem um rato. 
Pois mas não foi assim, 
surpreendeu tudo e todos com um dos melhores discursos se não o melhor dele [Homem de poucas mas boas palavras]
e deu-me um grande baile de votos![não, não estava a competir]

Até que todos os que estavam presentes respiraram fundo depois de ouvir : Tu gastadora, eu forreta!
[porque de facto os votos dele caracterizavam-nos aos dois na perfeição, e a mim nem se fala
e é tão bom quando somos opostos em muitas coisas e depois às vezes irrita tanto...]

Depois deste ano que passámos acho que moldei um pouco e ele também, mas eu moldei-me de forma estranha, ou seja, basicamente acho que continuo igual, tornei-me foi obessecada com promoções do supermercados mas gasto o dinheiro em outras coisas muitas vezes completamente sem sentido algum...
Ele ponderado fica contente com as minhas economias, mas tenta balançar sempre a questão [Homem da razão sempre]
Basicamente esta frase nasceu no dia do meu casamento,
e vai ficar para sempre,
e hoje surge aqui para vos dar contar aventuras,
ataques de loucura no meio da rua, 
coisas que descobri em que posso poupar, 
monólogos com o Homem sobre "compras da casa!"
parvoíces em geral.
Nasce aqui para vos contar episódios cómicos da minha vida 
[sinto que as pessoas assistem a espetáculos de graça]
e digo-vos o Homem está sempre na primeira fila!!

Beijinhosssss

You May Also Like

4 comentários

  1. hahahaha concordo contigo. Às vezes queria que o marido fosse mais parecido comigo, mas depois acho que isso ia gerar assim um grande BOOM! entre nós! Não ia resultar =P

    Um beijinho dourado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. depende da quimica, nos somos completamente opostos! mas completamente...

      Eliminar
  2. Gosto sempre imenso de te ler. Espero conseguir ter mais tempo para isso porque adoro passar por aqui.
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e é sempre tão bom ter-te comigo!!! :)

      vem sempre que quiseres:)

      Eliminar