A beterraba e o meu Pai

Falar sobre a beterraba é voltar atrás no tempo
[cerca de 19 anos]
Falar sobre a beterraba é regressar aos meus dez anos
[por mais que o tempo corra associarei sempre a beterraba a esta idade]
Falar sobre a beterraba é falar sobre o meu pai
É falar sobre o colo dele, as mãos dele, o sorriso, o cheiro, a voz
é recordar o assobio quando me ía buscar à escola.
Falar sobre a beterraba é dar de caras com o cancro
[mas dou não tenho problemas nenhuns com isso, porque falar da beterraba, conforta-me, porque é falar do meu pai]
Apesar do meu pai ter comido beterraba quando estava doente e de eu me lembrar sempre que como beterraba, esta lembrança é um símbolo da minha infância e de tudo o que vivi
[o amor entre o meu pai, a minha mãe e eu era enorme]
Falar sobre a beterraba é falar sobre os sumos que a minha mãe fazia para o meu pai e que eu por arrasto e por ciúmes da atenção que ela dava a ele os queria beber também e bebia com um gosto imenso.
Falar sobre a beterraba para mim não é falar sobre o sabor a terra que a beterraba tem.
É falar das saudades que tenho do meu pai.




A beterraba tem na sua composição a betaína, um composto [responsável pela coloração da beterraba] que está provado cientificamente que apresenta propriedades anti-tumorais e anti-cancerigenas. A beterraba é rica em ferro, muito importante para formação da hemoglobina [pacientes que estão a fazer tratamentos de quimioterapia é muito importante a ingestão deste alimento]. Ajuda a reduzir os efeitos secundários da quimioterapia, desintoxicando o organismo dos efeitos secundários mais comuns destes tratamentos.
É um alimento que provoca a descida da hemocisteína e por isso é muito utilizado na rotina alimentar para prevenir patologias cardiovasculares.
A beterraba pode ser consumida crua, grelhada, cozinha, assada ou em sumos [é como prefiro]. Apresenta poucas calorias 40 cal por 100g. é ainda rica em antioxidantes, minerais e vitaminas, tendo uma ação anti-inflamatória, desintoxicante e purificadora do sangue.
consumo a beterraba em sumo é verdade mas outro dia fiz sopa de beterraba com gengibre na bimby e ficou ótima
Ingredientes:
3 dentes de alho
150g de cebola cortada em pedaços [usei uma cebola média]
170g de cenoura cortada em pedaços
120g de curgete cortada em pedaços
250g de beterraba cortada em pedaços [usei beterraba cozida]
750g de água
1c. chá de sal
20 g de azeite
10g de gengibre ralado [usem o tubérculo por favor, eu usei gengibre em pó na primeira e não a conseguir enfiar boca abaixo-demasiado picante. Desta vez usei o tubérculo e correu tudo bem]
como fazer?
-adicionar todos os ingregientes menos o gengibre e o azeite e cozinhar 30min/100ºC/vel.1
- depois adicionar o azeite e o gengibre e triturar 1min vel5 a vel.7 aumentando progressivamente a velocidade.
Basicamente todos devemos comer beterraba: os diabéticos porque a beterraba possui um elevado teor de fibras que controlam o nível de açucar no organismo. Ajuda na digestão e na desintoxicação do organismo.

É preciso também ter algum cuidado na ingestão da beterraba, ela tem na sua constituição oxalato que quando consumida em excesso pode ser prejudicial em pessoas com pedra no rim. 

You May Also Like

0 comentários