Vamos falar sobre...#1- Breaking in fast

O meu pequeno-almoço [hoje saudável] é a refeição mais importante do meu dia
[acho que isto já vem a ser óbvio para muita gente].




imagem retirada do blog casal mistério

É no pequeno-almoço que damos ao nosso mais-que-tudo [organismo] a energia e nutrientes necessários para um novo dia.
É no pequeno almoço que os meus olhos despertam convenientemente para o mundo.
Vou voltar atrás no tempo: naquele tempo em que a minha balança por-minha-conta-e-risco [chegou quase aos três dígitos]
vou voltar atrás no tempo onde o meu pequeno-almoço [em casa] era um copo de leite meio-gordo e só mais tarde comia um croissant misto com um sumo e um café [até podia ser muito feliz aqui, mas era certamente mais inconsciente].

Muita gente continua a fazer isto, eu sei
[tenho o Homem cá em casa que antes também era muito assim. Agora já melhorou [já se senta come uma fatia de pão e bebe um copo de leite].
Agora eu: tinha muita preguiça e sobretudo quando os meus Clusters ou aqueles cereais com chocolate por dentro acabavam [regra geral uma embalagem durava 3 dias] não tomava o pequeno-almoço.
Tinha preguiça, falta de cuidado e imaginação e sobretudo tinha a asneira de não fazer do pequeno-almoço a principal refeição.
Hoje não aponto na agenda que tenho de tomar o pequeno-almoço,
hoje acordo mais cedo e preparo o pequeno-almoço com todo o meu mau-humor-de-sempre,
hoje não faço o mesmo pequeno-almoço dias seguidos, tento sempre variar o máximo que consigo,
hoje sinto que um bom pequeno-almoço é meio-caminho-andado para evitar a fraqueza e quebra do rendimento físico e intelectual e sobretudo e muito importante, consigo fazer um almoço mais leve, sem ir esganada de fome até aos ganotes [raiz dos cabelos].
Assim, consigo uma distribuição alimentar e energética bem mais equilibrada ao longo do meu dia.
Se forem forretas [o meu Homem é] pensem na quantidade de dinheiro que poupam quando se toma o pequeno-almoço em casa.

O meu pequeno-almoço é muito simples:
assim que acordo bebo um copo de água morna com gotas de limão,
tenho sempre uma base que é um produto lácteo [iogurte grego ligeiro natural ou leite magro ou requeijão magro, ou leite de aveia] e a aveia.
no inverno faço imenso papas-de-aveia [fico tão quentinha por dentro :) ].
Tento sempre que tenha também uma peça de fruta, sementes [chia ou linhaça] e duas a três vezes por semana faço um sumo natural [beterraba ou sumo verde], antes de comer estas coisas todas.

Papas de aveia normais/sumo detox verde
Beijinhos,
Ana Luísa



You May Also Like

0 comentários