Vamos a mudanças?#1- A minha cozinha!

Sou uma pessoa insatisfeita por natureza, tenho noção disso [e tenho cada vez mais], e no que toca a mudanças estou sempre a pensar em modificações cá em casa.
O meu Homem quando lhe falo no assunto:
Eu: estou a pensar em organizar novamente a cozinha!
Ele : outra vez ?! fizemos isso outro dia! Já sabes que eu estou sempre bem.
[quando ele faz este comentário do estou-sempre-bem acho que veio com todo o peso dele transformado em paciência para me aturar]
Eu: mas eu quero organizar novamente, vou pedir dicas à Pipi, ela é pró no assunto!

cantinho da Bimby já organizado e arrumado

[também é verdade que só estamos na nova casa há menos de um ano e isso faz diferença. Se acrescentarmos que mudei totalmente de zona – passei dos lagartos para os lampiões- ainda mais diferença faz [fiquem descansados que o meu rico coração é verde-e-branco]]

Desta vez, achei que fazer isto sozinha era complicado.
[sou muito desorganizada a escolher e muito mais desorganizada a comprar – demoro séculos seja em que loja for. Ando de um lado para outro na esperança infinita que as prateleiras andem e coloquem as coisas no carrinho por mim].
Pedi um helpzinho à minha-amiga-do-bom-senso-e-organização-em-todos-os-momentos, a Filipa [para mim é a Pipi] e comecei a tratar do assunto [reportagem fotográfica do antes].
Criei um grupo no whattsapp com mais uma avariadinha, e as Mudanças da Luisona começaram a arrancar.
Elaborei uma lista da “Operação Cozinha” e partilhei com as miúdas:

- tirar foto do estado actual e enviar à Filipa

- arrumar móveis e organizar tudo dentro deles para ver o que faltava comprar
- organizar a dispensa [depois de tudo comprado]
-organizar o frigorífico [depois de todas as mercearias compradas] (conto depois)

Depois de perceber o que me faltava comprar para organizar a cozinha, fui ao site do Ikea e ao site do continente [marca kasa] e vi o que tinham. Comparei os preços [muito importante e a veia do tu-gastadora-eu-forreta veio ao de cima] e, vendo que existiam muitas coisas em ambos os sítios,optei pelas mais baratas.
Combinámos então uma ida de gajas ao Ikea.
[ainda perguntei ao Homem se queria vir, mas quando lhe disse que não valia a pena que despachava o assunto com a Pipi, percebi nos olhos dele que tanto para mim como para ele, era melhor ir sem ele. Ele ficou nas nuvens sozinho no sofá com o seu fifa-mais-que-tudo]
Eu disse que me desorientava não disse?! Com a Pipi, foi um engano mesmo. Já tínhamos a lista, entrámos no Ikea directamente para a zona dos acessórios, mas cortámos caminho [com a graça do senhor], fomos encontrando as coisas que queria e ainda fomos à zona de exposição uma vez [já com o carrinho cheio, escondido, fomos despachar um assunto de umas caixas de arrumação de “cenas” e voltámos à zona]. Aqui, passámos todas as outras zonas e ficámos apenas na secção da cozinha [isto foi essencial para a minha saúde mental e para a dela também].
Penso que em menos de uma hora despachámos o assunto - o resto do tempo foi pôr a conversa em dia e meter a má-língua de gaja a funcionar.
As compras foram apenas as necessárias e consegui cumprir o acordo com o Homem [nós vendemos o escritório e o dinheiro da venda da mobília era o que podia gastar no Ikea].
As compras foram estas:



O resultado, foi este:



You May Also Like

0 comentários