2 meses e agora?#3 - O meu vestido

Já falei sobre o noivado.
Sobre a data do meu casamento.
Sobre o local que escolhi para o dia.
Sobre como anunciei a data aos mais próximos.
Sobre a escolha das alianças.

Agora falo sobre o vestido.
Quando estava a preparar este texto pesquisei sobre [lista de casamento] como preparar um casamento.
Eu não fiz qualquer lista de tarefas que seja e querendo deixar algumas dicas para quem pensa casar, achei que deveria pesquisar melhor o assunto e cheguei à conclusão que realmente foi uma loucura total preparar o casamento em dois meses.[não no que te estás a meter, não vais ter tempo - ouvi isto vezes sem conta].
Deparei-me com uma lista que dava 100 passos para concretizar o dia dos nossos sonhos, e esses 100 passos são concretizados ao longo de 1 ano com timmings delineados.
Fiquei ainda uns minutos a pensar como iria dizer que muita coisa passei a frente.
O tipo de festa decidimos logo que seria civil com um toque nosso para que possamos recordar.
Não precisámos de carro para nos levar ao sitio do copo de água uma vez que a cerimónia civil e os restantes acontecimentos foram no mesmo sitio.
A lua de mel, foi um assunto que fomos decidindo ao longo de dois meses e que só concluímos 2 semanas antes. [em outra rubrica eu conto prometo].
Ao catering: quem nos alugou o espaço foi também responsável pelo catering e isto é uma ajuda fundamental para facilitar a preparação de tudo, se quiserem facilitar as vossas vidas.
Tal como preparou o catering ajudou-nos com a decoração do espaço [algo também muito importante e que as noivas preparam com muito cuidado].
Faltava apenas [na fase inicial da lista], os convites [escolher os convites [também conto].
Não criámos qualquer site. Quem tem tempo acho giro criar, para os convidados para nós mesmos [o nosso site].
Não pensamos em nenhum orçamento: ele sendo menino de Gestão [consultor] criou um excel onde ia registando todos os gastos e eu tinha um bloco onde escrevia as coisas que precisávamos tratar.

Diz a lista dos 100 passos que o vestido deve ser escolhido 3 a 4 meses antes.
[grande risada]

Eu escolhi faltava-me um mês e meio [para vos ser sincera acho que até menos].

Perdi muitas horas de almoço, confesso [mas apenas perdi nas provas].

Passo a explicar: após ter dito a minha mãe que me ia casar e ela ter interiorizado a ideia e gostar da mesma e antes de ela vir aprovar os eleitos para escolhermos o final, ainda antes de ir as lojas da avenida da liberdade [o momento merecia o local], procurei na net vestidos e algo que me pudesse inspirar.


Sinceramente ía com uma ideia totalmente diferente daquilo que escolhi.
Não queria rendas, queria um vestido liso.
Andei a procurar modelos e a ver.

Quando na Pronovias disse a data disseram logo que era impossível conseguir o vestido fosse qual fosse a tempo.
[mas consegui]

A primeira loja em que entrei foi a Pronovias. Subi ao andar das provas, naquele dia sem ideia alguma. Encontrei um vestido lindo, rendado em cima e caído em baixo. O tecido era leve de seda.
As lágrimas caíram-me cara abaixo.



Era aquele, souber perfeitamente que era aquele. Em vão, ainda experimentei mais cinco se não me engano. 







Depois acabei por deixar três modelos em stand by para me decidir com a minha mãe.

Fui a Rosa Clara. Outra das lojas da Av. da Liberdade: experimentei um.



[detestei atendimento, os vestidos, o corte tudo. Já tinha o outro na mona].

A minha mãe veio, escolhemos o vestido e uma [espécie de] tiara para me segurar o cabelo com perolas. Pelos vistos a minha mãe, a minha prima e a minha tia concordaram [levei as mulheres todas].

Foi mesmo amor à primeira vista.
Outra das coisas que eu diria que nunca usaria seria véu.
A Carla [quem me acompanhou neste processo na Pronovias] é uma grande Mulher que com a sua paciência me disse para experimentar e ver como ficava.




Fiquei encantada. Escolhi um véu lindo, rendado, suave encantador. Depois deste dia fiz algumas provas, se não me engano quatro: uma em que fui com a minha tia e a Maria, outra só com a minha tia e as outras sozinha.

Uma semana antes do casamento fui buscar o vestido para ele ir comigo para Évora.


















































Antes que me perguntem a minha cara de parva nas fotografias em que fiz as provas resume-se a várias coisas que eu não gosto : veste e despe e sentir-me cansada.

Espero que tenham gostado e que se inspirem muitoooo !
Beijinhoss,

You May Also Like

0 comentários