Um pouco do meu Natal

Gosto muito do Natal.
[sempre gostei]

Cada vez gosto mais de ti, querido Pai Natal.
cada vez percebo melhor a magia da tua personalidade e a mensagem que queres dar ao mundo.

Não apareceste pela minha chaminé nem bateste à porta, nem bateste à porta nesta noite tão fria e tão quente ao mesmo tempo. Fria pelo tempo, quente pelo aconchego da familía. Fria pelos que já cá não estão e que são nossos. Quente pelos que permanecem e nos fazem as delícias com histórias e sorrisos em ponto rebuçado.

Para mim não és apenas uma figura que vem de longe num trenó e que oferece presentes aos mais novos.
Para mim és o Pai Natal, és a familía, és aqueles que estão ao meu lado sempre e para sempre e é para a minha familía hoje que escrevo.

para a minha mãe que tem um sentido de humor muito apurado e me supreende sempre no Natal. Este não foi exceção. 
para a minha tia que advinha sempre o que está no fim, mesmo sem ler a carta que escrevi este ano.
para a minha prima [minha irmã] que não sei se leu a carta mas aceitou o meu pedido.
para o meu Homem que tenta sempre ver o meu sorriso, mesmo que ele seja cheio de manias.
para o meu avô pelo cheque de "bom comportamento"
para a J. pela surpresa de poder fotografar momentos nossos.





Sobre a preparação da noite da consoada...


é sempre preparada pela minha mãe e pela minha tia. A minha mãe no inicio de dezembro faz a lista das coisas que são necessárias do supermercado. enquanto isso chateia a minha tia com trezentos telefonemas se já tem pensado o que quer fazer para as refeições. sendo que a minha tia apenas uma semana antes é que diz o que tem pensado. A minha mãe quinze dias antes confirma com a minha tia e a minha prima se não acha que estão a pensar fazer muitas coisas. a minha prima revira os olhos tendo em conta a quantidade de vezes que a minha mãe pergunta. a minha mãe pergunta a minha tia quatrocentas vezes pelo telefone que tipo de leite compra para se fazer o arroz doce. a minha tia responde. a minha mãe pergunta-me quando vou. eu digo. a minha conta a minha prima que eu estou a pensar ir em dia x. a minha prima conta-me a versão da história. [isto dura dezembro inteiro]

sobre a decoração: a minha mãe tratou do assunto



sobre o Natal:
na véspera de natal, dia 23 o meu avô faz anos. por isso digamos que é um natal cigano.
o jantar desse dia foi carne estufada com cenoura e arroz de passas e pinhões [ as minhas tripas começaram a bater palmas e o meu sono melhorou substancialmente]
dia 24 o almoço foram rissois de camarão [desculpem-me mas os da minha tia são os melhores e este ano não provei nem um] e ainda uma espécie de mini crepes chineses [deliciosos] com salada
para o jantar de dia 24 bacalhau com natas [moderno com camarões e ótimo e que me passou completamente ao lado fotografar] e lombo grelhado [que a minha mãe perguntou logo se era porco preto]. Não resisti em não provar as duas coisas [antes comia três fatias de lombo em pão com manteiga]. Com a fatia de lombo que comi consegui regressar a esse disparate que fazia na noite de natal e que era só um num milhão deles.

sobre as sobremesas:
a minha mãe gosta mais.
No entanto tratou de arranjar uns biscoitos, miniaturas de queijinho do céu e pasteis de feijão. e fez a sua encharcada [a minha mãe é especializada em pouca coisa mas o que faz é bom], o arroz doce com o leite certo que ficou lindo e mousse de chocolate para os anos do avô [que ficou como ela gosta massa de cimento]
a minha prima fez sonhos e fatias paridas [para os que não conhecem este nome, são fatias douradas]
a minha tia fez bolo de chocolate e levou um Bolo rei do Califa que era suposto ser a minha contribuição para a ceia.
Também havia um bolo de amenda e ovos moles
o nanás do meu mano de África [que me manda sempreee todos os anos]




E assim foi o Natal de 2016, venha o de 2017.

Beijinhossss,

You May Also Like

2 comentários

  1. Olá Ana :)
    Que bonitas palavras aqui escreveu sobre o Natal. Também é uma época que gosto muito e tem um enorme significado para mim.

    Gostei muito do blogue, não conhecia mas estou desde já, a seguir.

    Beijinho <3 e Boas Festas
    mariamatrioska.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. foi isto mesmo que senti em relação ao Natal. Acabamos muita vezes pela vida por não lhe achar piada, porque cada vez são menos pessoas, este ano nao senti isso. e gostei mesmo !

    obrigada, um beijinho

    ResponderEliminar